Minhas Soft Skills estão alinhadas com as necessidades de mercado?

Várias perguntas vêm à nossa mente quando ouvimos a frase: Para ter sucesso é necessário ter competência!

Uma delas é: Ótimo, mas o que é competência realmente?

Se respondermos que é a capacidade de transformar Conhecimentos, Habilidades e Atitudes em resultados, estaremos corretos, mas parece que está faltando algo, como se toda e qualquer competência pudesse ser adquirida formalmente nos manuais técnicos.

Podemos dividir as competências em dois grandes grupos, as chamadas Competências Técnicas (Hard Skills) e as Competências Não Técnicas (Soft Skills), que a rigor são aquelas que separam os ótimos profissionais dos comuns.

As Hard Skills são as habilidades específicas mínimas que você deve ter para desempenhar suas atividades profissionais, fazem parte dela o conhecimento técnico e metodológico, embasados por certificações profissionais e pela experiencia acumulada, enquanto as Soft Skills é tudo o que não envolve o conhecimento técnico – são atitudes, posturas e comportamentos que transformam qualquer profissional em um indivíduo que é garimpado pelas empresas, tais são as suas diversas habilidades, que vão desde uma excelente comunicação até o exercício não negociado de sua integridade.

As Soft Skills são, por exemplo, habilidades de assertividade e comunicação que promovem o trabalho em equipe, auxiliam a gerenciar projetos e pessoas, resolver problemas e prover serviços com alto grau de excelência.

Todos os segmentos organizacionais necessitam de profissionais que tenham as Soft Skills bastante presentes e, por serem abrangentes são muito requisitadas em todas as áreas e para todas as posições profissionais, em todos os níveis hierárquicos.

Atualmente as Soft Skills que estão sendo muito requisitadas são: Comunicação clara e objetiva, Pensamento Criativo, Resiliência, Empatia, Liderança, Ética no Trabalho, Otimismo, Autoconhecimentos. Foco, Automotivação, Organização, Visão Sistêmica, Flexibilidade, Humildade com firmeza de caráter, Responsabilidade Social além de tantos outros que caracterizam indivíduos que primam pelas excelências.

Finalmente, cabe ao profissional investir no desenvolvimento de suas Soft Skills através de cursos, workshops, livros, eventos externos, viagens, programas de coaching e, principalmente autoconhecimento etc., enfim uma ampla variedade de ações e recursos que auxiliam, mas que por si só não são definitivos, pois toda e qualquer ação deverá ter como pilar de sustentação uma forte mentalidade de aprimoramento pessoal.

Caso você queira seguir neste caminho, não hesite em se manifestar no espaço destinado aos comentários, talvez possamos trocar informações, indicações de eventos e/ou livros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *