O que o Tite me ensinou sobre equipes

Todos que atuamos em Coaching quase que inconscientemente estamos atentos ao comportamento dos profissionais e naturalmente voltamos o olhar para a sua carreira e desenvolvimento profissional. Neste processo alguns chamam a nossa atenção pelo desempenho que apresentam com suas equipes e que nos faz instintivamente analisar as causas que o levaram a esta situação.

Todos sabemos que estamos em um período de transição na forma de fazer a gestão de pessoas; pois estamos saindo de um modelo do culto a personalidade para o culto das ideias e princípios, com a consequente humanização da gestão, isto nos sinaliza que aqueles que estão alinhados com o novo modelo tendem a ter mais sucesso que os demais.

Mesmo observando estes acontecimentos no meio organizacional é no esporte, que por ser mais evidente ao grande público, que percebemos que algo de novo está acontecendo.

Paixões clubistas a parte, parece ser um senso quase comum que o Técnico Tite realizou um trabalho diferenciado em sua equipe e os excelentes resultados obtidos extrapolaram os limites de sua torcida obtendo o reconhecimento até de torcedores de agremiações rivais, acontecimento que aguça a curiosidade do Coach que naturalmente questiona: Que ele tem de tão especial que o destaca dos demais? Se outros adotarem a mesma conduta, terão sucesso também? Serão cobiçados pelo mercado como ele é?

Com esta dúvida em mente, passei a analisar as características comportamentais do Tite para poder auxiliar os meus coachees que buscam o reconhecimento profissional. Não foi com surpresa que observei que o mesmo comportamento também está presente nos CEO´s brasileiros que se destacam no mercado e que Jim Collins chamou de “Líderes de Nível 5” em seu livro Empresas Feitas para Vencer.

Acompanhe comigo algumas características que fizeram de Tite ser quase uma unanimidade e que o diferencia dos demais e que se incorporarmos ao nosso dia a dia também alcançaremos destaque em nossa área de atuação:

  • AUTODESENVOLVIMENTO

            Inegavelmente, Tite não se acomodou com os conhecimentos adquiridos na PUC de Campinas onde fez sua graduação em Educação Física. Continua em um continuo processo de autodesenvolvimento buscando informações para seu aprendizado. Tite é um estudioso na área em que se propôs a atuar o que o mantém sempre atualizado.

  • PRAZER NAQUILO QUE FAZ

            Observando suas entrevistas percebemos que Tite tem prazer em trabalhar como técnico de futebol. As viagens constantes, a pressão da torcida e do clube, o tipo de material humano colocado a sua disposição parece não interferir em seu desempenho, pois ele é feliz naquilo que faz.

  • HUMILDADE

            Os gestores de sucesso têm a características de serem humildes e creditam o sucesso à equipe e nunca a si próprios.

Referindo-se a esta característica, Jim Collins usou esta frase para designar este tipo de Líder: Os líderes nível 5 olham pela janela nos períodos de sucesso e quando as coisas vão mal, olham-se no espelho e culpam a si mesmos.

  • COERENCIA

            A convivência em uma equipe é muito mais fácil quando todos têm coerência naquilo que fazem, sem mostrar instabilidade nas ações e nos princípios.

Quando o gestor apresenta um comportamento coerente, sem privilégios e com tratamento igual em todos os níveis, a equipe tende a ter mais segurança.

Infelizmente alguns gestores percebendo que alguns membros da equipe têm maior competência técnica, submetem-se a eles sem buscar o aprimoramento dos demais para que haja um nivelamento aceitável de todos.

Esta coerência aliada a assertividade do gestor, transforma equipes em times, onde todos agem para o bem comum.

  • TRANSPARENCIA e FLEXIBILIDADE

            Trabalhar em um ambiente onde exista transparência, onde todos participam das decisões, de forma clara, objetiva e honesta, causa tranquilidade e confiança, proporcionando melhor eficiência individual e do conjunto.

Como todos se sentem peças importantes do sistema é comum que surjam diferentes pontos de vista para uma determinada situação. Caso o gestor seja flexível e realmente aceitar que outro possa apresentar uma solução melhor que a sua, haverá uma verdadeira situação de “vestir a camisa”, pois tudo é feito para o bem comum, sob a influência segura do líder.

  • ATENÇÃO AOS DETALHES

      Tite é um profissional detalhista, característica que diferencia os profissionais entre si. A boa gestão e a melhor eficiência está nos detalhes, pois o macro, por ter maior visibilidade é previsível.

Profissionais detalhistas têm a habilidade de colocar cada um na atividade que mais se sobressai, conseguem perceber pelos detalhes, algumas características que outros não percebem.

  • PROTEÇÃO A EQUIPE

Conflitos e desencontros são comuns. Tite blinda a equipe de uma tal forma que todos os problemas que surgirem são resolvidos internamente e com a colaboração de todos, da mesma forma que o grupo se fecha e se protege de ataques externos. Isto além de fomentar o espirito de equipe dá segurança a todos que se sentem protegidos, amparados pelo grupo e responsáveis pelo desempenho do conjunto.

  • AUTOCONHECIMENTO

Todo o desempenho dos grandes profissionais está alicerçado pelo autoconhecimento, pois conhecendo seus pontos fortes e fracos conseguem criar um projeto de auto-gestão eficiente que os leva a atingir as metas estabelecidas.

  • VIDA EQUILIBRADA

Ultimamente venho observando com bastante interesse todos os aspectos que cercam os grandes líderes e gestores que têm se destacado dos demais. Tenho certeza que o comportamento destes profissionais deve servir de modelo àqueles que têm interesse em serem reconhecidos no mercado, como verdadeiros experts em suas áreas de atuação.

Neste processo de observação e analise tenho encontrado uma característica comum que é a de que todos mantêm uma vida equilibrada e com forte apego familiar, afinal ninguém consegue liderar alguém se não liderar a si próprio.

Todo profissional deve estar imune a uma busca de seu nome nas mídias sociais e nas diversas ferramentas de busca.

  • COMPAIXÃO

            Uma das características que está se tornando comum nas pessoas que se destacam pela excelência é a compaixão, atitude que está sempre presente nas pessoas que pretendem fazer a diferença.

Ainda são poucos os profissionais que conseguem avaliar o real significado da compaixão e os benefícios que resulta na gestão de pessoas, pois ainda têm a compaixão como algo mais ligado ao mundo espiritual que organizacional, o que na verdade trata-se de outra avaliação equivocada, pois a gestão moderna está cada vez mais espiritualizada e humanizada, muito distante do velho modelo de “manda quem pode e obedece quem tem juízo.

 

De um modo geral, os técnicos de futebol costumam deixar os clubes em momentos de baixa, como se saíssem pela porta dos fundos, não foi o que aconteceu com Tite que deixou o clube com homenagens e com as portas abertas para um próximo e bem-vindo retorno para comandar novas equipes.

Todos nós, profissionais, deveríamos conduzir nossas carreiras de tal forma a sermos cobiçados pelo mercado pelos diferenciais que apresentamos e que por onde passarmos deixemos o ambiente melhor do que encontramos inicialmente, com um legado pelo qual sejamos sempre lembrados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *