Aumentar a resiliência para não morrer na praia

Sabemos que a resiliência é a capacidade de uma pessoa em lidar com problemas, superar obstáculos e ter eficiência mesmo sob pressão, mas de um modo geral não nos damos conta que a resiliência envolve a maneira de prestar atenção ao momento presente, analisando as situações sem sobrecarga emocional.

Resiliência é um comportamento que qualquer um pode desenvolver e incorporar ao seu dia a dia.

Um dos cuidados que deve ser tomado para que tenhamos um comportamento de resiliência é analisarmos bem as situações que surgem inesperadamente em nossas vidas e as isolarmos de outras que vão surgindo naturalmente. Veja este exemplo:

No caminho para o trabalho, você quase bate o carro devido a uma manobra descuidada de um outro condutor. Este acontecimento deve se encerrar logo após a sua ocorrência, mas infelizmente a maioria das pessoas carrega as emoções do quase acidente ao longo do dia, influenciando negativamente as tomadas de decisão ou até mesmo no enfrentamento das situações adversas que surgirem. Normalmente costumamos dizer: aquele motorista estragou meu dia…

Se não tomar cuidado, este acontecimento influenciará negativamente as suas ações durante todo o dia, dificultando a forma com que os desafios são enfrentados.

Existem alguns aspectos muito importantes em relação a resiliência:

  • O mais importante é o relacionamento positivo
  • Ter o hábito de planejar e ser proativo ante aos problemas
  • Desenvolver a Inteligência Emocional e consequentemente a capacidade de entender as emoções. Em minha opinião Mindfulness é interessante neste aspecto
  • Aprimorar uma comunicação eficaz

Veja a seguir algumas dicas para melhorar a sua Resiliência:

  1. Estabeleça relacionamentos positivos – Cultive relacionamentos dentro e fora de sua família. Participe de clubes ou grupos de afinidade. Estabeleça relacionamentos com pessoas que tenham o mesmo hobby que você, (é importante ter um). Se não for possível nenhuma destas sugestões, tenha um trabalho voluntário.
  2. Entender as dificuldades encontradas – Em todas as situações, boas ou más, sempre existirá uma forma positiva em lidar com aquele desafio. Deixe de lado a visão puramente emocional e encontre algum aspecto positivo, por pior que seja a situação. Tenho encontrado pessoas que após graves problemas de saúde, conseguiram transpor este período difícil com a valorização da vida e não adotando uma posição de vítima.
  3. Seja otimista – Utilize Mindfulness para ter foco no momento presente e não ficar ruminando pensamentos negativos ou trazendo à tona fatos desagradáveis. Esperança e otimismo é uma escolha. Você não pode, num passe de mágica, fazer com que fatos estressantes deixem de ocorrer, mas se você mudar a forma de encara-los fica muito mais fácil passar por eles. Normalmente a prática da meditação auxilia muito nestas situações. Evite ver as crises como insuperáveis.
  4. Seja proativo – Tome decisões e não espere que as coisas se resolvam com o tempo, se possível antecipe-se aos problemas. Não tomar uma decisão é em si mesmo uma decisão, portanto trata-se de uma atitude possível de ser mudada.
  5. Mudar faz parte da vida – Nunca finja que tudo vai acabar bem, mude a forma de agir, se para a mudança é necessário sofrer perda ou dor, não hesite, mude! O importante é lidar de forma eficaz com o problema. Desenvolva um comportamento flexível.

A resiliência é um comportamento que é garimpado no meio organizacional, colaboradores resilientes são valorizados e têm maior empregabilidade. Se você pode aumentar a sua resiliência, o que está esperando para fazer parte deste seleto grupo?

Este artigo foi adaptado do livro de Shamash Alidina  – The Mindful Way Through Stress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *