Uma conversa de Coach para Coach

Uma conversa de Coach para Coach, mas poderia ser “Uma conversa de Coach para um profissional”, pois estas dicas são uteis a todos que auxiliam pessoas em suas atividades profissionais.

Hoje, é esperado que profissionais, de quaisquer áreas, tenham a característica de auxiliar pessoas, compartilhar conhecimentos e principalmente, exercer a liderança por influência, o que só é possível se o ato de auxiliar pessoas estiver presente, portanto tanto o Coach quanto o bom profissional devem ter como missão, entender e auxiliar o outro.

Com certa frequência saio com alguns amigos coachs para um bate papo acompanhado de um bom vinho. Talvez, por ser o mais velho do grupo e pelos longos anos de vida profissional como executivo e coach, sou constantemente tido como mentor do grupo, mas no fundo eu creio que fazem isto para dar a oportunidade de fazer algo que gosto muito que é aprender com os outros e compartilhar minhas experiências. Meus amigos são muito generosos.

Em nosso último encontro discutimos quais competências o Coach e gestores devem ter para que tenham uma atividade reconhecida e de sucesso. Muitos aspectos foram colocados em discussão, mas os que tiveram unanimidade, compartilho agora com você:

1.Relacionamento Interpessoal – acima da média
Tanto Coachs quanto gestores, em suas atividades, relacionam-se com diversas pessoas, de diferentes níveis e personalidades. Com todas, estes profissionais devem manter comportamento empático e de compaixão, devem também ser flexíveis para analisar novas ideias, porém inflexíveis quanto a seus objetivos.
Estas características aliadas ao saber ouvir e se comunicar tornam o profissional diferenciado no mercado, consequentemente com maior facilidade de novos clientes ou ascensão profissional.

2.Integridade e Autenticidade
Numa época em que o País passa por um período de faxina parcial e tentativa de mudar modelos comportamentais, a integridade do indivíduo é muito bem-vinda em todos os setores. Em coaching não é diferente e ela se manifesta não só na vida do profissional, mas em suas atitudes.
Todos os profissionais de sucesso são autênticos, portanto confiáveis, o que é uma condição básica para que se estabeleça uma relação de confiança, entre ele e as pessoas com quem se relaciona.

3.O profissional é sua marca
Em todas as áreas, os profissionais encontram em sua região inúmeros outros que prestam o mesmo tipo de serviço, portanto, para que tenham sucesso é necessário que apresentem algum diferencial ou valor agregado.
Durante o nosso último encontro, um amigo perguntou: quantos Coachs existem aqui na região? No que são diferentes uns dos outros? Por qual motivo alguns têm fila de espera de clientes e outros têm pouquíssimos coachees?
Após este questionamento chegamos a conclusão que tanto Coachs quanto profissionais em geral devem ter características marcantes, nichos de mercado bem definidos e principalmente estarem de alguma forma em evidencia nas diversas mídias sociais ou mecanismos de buscas.

4.Excelente embasamento técnico e cultural
Não basta ao profissional apenas um bom curso de formação e certificação.
Como o coach de modo geral não atua em apenas uma área do conhecimento, não é necessário que seja um especialista em cada área em que atua, mas é fundamental que além de uma cultura geral excelente tenha domínio das técnicas e do uso e interpretação de várias ferramentas.
O Coach, na opinião do grupo deve cultivar o hábito de leitura e autodesenvolvimento, além de contato com outros profissionais para troca de informações e mentoria.

5.Network
Todo profissional, e aqui incluímos os Coachs, têm necessidade de uma ótima rede de relacionamentos, afinal é através dela que a maioria das indicações acontece.
O marketing boca a boca continua sendo eficaz, mesmo nestes tempos virtuais e isto somente acontece se para a sua atividade tiver um projeto muito bem definido e bem estruturado.

O marketing do Coach ficou para ser discutido no próximo encontro, não sei se seria uma desculpa para que ele aconteça ou se o pessoal anda um tanto inseguro na forma do Coach fazer seu próprio marketing, pois havíamos comentado que temos visto coachs venderem seus serviços nos diversos grupos de redes sociais para os próprios participantes, que também são coachs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *